ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Com suspeitas de corrupção, obras das escolas Leni Marlene Jacob e Pedro Carli seguem paralisadas

Sem contrato para continuidade da obra, retomada aguarda nova licitação. Governo do Estado não informa prazo para conclusão.

11/09/2017

Mais de 1700 alunos do ensino fundamental e médio do Pedro Carli e Leni Marlene Jacob dividem espaço com escolas municipais. Os estudantes e professores dessas escolas esperam a conclusão das obras dos novos prédios. Construções que começaram em 2014 e pararam depois de suspeitas de corrupção. Cada uma custaria, no início, R$ 4,3 milhões. Na época do anúncio das escolas deputados da cidade e o próprio governador festejaram o anúncio das obras. Atualmente a situação é de abandono.
As obras pararam depois que o Tribunal de Contas do Estado detectou que o Governo pagou grandes quantias de dinheiro mesmo antes da construção da escola. O pagamento deveria ser feito de acordo com o andamento da obra, mas, nesses casos as escolas ainda estavam na fase inicial de obras e o governo já havia pago pelo que a empresa M.I Construtora de obras ltda. 
A suposta fraude é bastante semelhante, mas as obras de Guarapuava não são investigadas na operação quadro negro.
Por compartilharem os mesmos espaços com escolas municipais, as direções tem dificuldade para oferecer atividades extra-curriculares e ofertar ensino médio matutino
No Leni Marlena Jacob, que fica no bairro Primevera, são 15 turmas de manhã, 2 a tarde e 7 a noite. Não há turma de ensino médio de manhã, e os alunos que não estudam a noite precisam mudar de escola.
O mesmo ocorre no Pedro carli, onde não é ofertado ensino médio de manhã. 
Mesmo com as limitações de estrutura, os professores continuam realizando todas as atividades curriculares com os estudantes, com carga horária e conteúdos previstos no currículo.
Atualmente a Fundepar informou que está fazendo o replanilhamento das obras que devem ser relicitadas. Não há data para que isso ocorra.

 

Galeria de Fotos

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar