ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Luiz Ayrão, um dos campeões musicais da Copa de 1982, volta ao campo com samba em que fala de futebol e política

13/06/2018

Em que pese o futebol artístico que apresentou na Copa do Mundo de 1982, a Seleção Brasileira não ergueu a taça ao fim do campeonato mundial disputado na Espanha naquele ano. Contudo, o cantor e compositor carioca Luiz Ayrão pode ser considerado um dos campeões musicais da Copa de 1982 por conta do sucesso do samba Meu canarinho, composto pelo artista com Sidney da Conceição.

Lançado por Ayrão em 1981 no álbum Coração criança, o samba caiu na boca do povo no ano seguinte e foi uma das principais músicas da trilha sonora da torcida que vibrava com os lances da Seleção Canarinho. De lá para cá, Ayrão – cantor que esteve em evidência nas paradas musicais da década de 1970 – sempre tenta o bicampeonato a cada Copa do Mundo. Neste ano de 2018, o artista – brasileiro que nunca desiste... – volta ao campo com o inédito samba autoral Chegou a hora, Brasil! Bate no peito!, um dos muitos candidatos a hit nacional da Copa que começa amanhã, 14 de junho, na Rússia.

A música já está disponível em single nas plataformas digitais desde abril em gravação cuja empolgação soa artificial. Na letra, o sambista canta versos de incentivo à seleção comandada pelo técnico Tite e manda recado político para a torcida brasileira, também de olho no lance das eleições que serão disputadas em outubro. “Seleção ganhe a Copa de novo! / Acerte o gol pra euforia do povo! / Cidadão acerte a mão! / Vote bem, não vote errado não!”, aconselha Ayrão na letra de tom imperativo, com a esperança de fazer outro gol musical.

(Fonte: G1)

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar