ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Bolsistas do TOP 2020 são apresentados na comemoração dos oito anos do programa

São ofertadas 1,6 mil bolsas para atletas regulares e do paradesporto, divididas em 38 modalidades olímpicas e 18 paralímpicas presentes na programação dos Jogos Tóquio 2020.

18/08/2018

Atletas e técnicos contemplados em 2018 do Talento Olímpico do Paraná (TOP 2020) participaram nesta quinta-feira (16) de uma cerimônia que celebrou os oito anos do projeto. Nesta edição são ofertadas 1,6 mil bolsas para atletas regulares e do paradesporto, divididas em 38 modalidades olímpicas e 18 paralímpicas presentes na programação dos Jogos Tóquio 2020. O evento aconteceu no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba, e contou a a presença de cerca de 300 bolsistas e seus familiares. 

O secretário de Estado do Esporte e do Turismo, João Barbiero, destacou que é uma grande vitória para toda a comunidade esportiva paranaense manter o TOP 2020 por mais uma edição, consolidando o novo ciclo olímpico e paralímpico. 
“O objetivo é melhorar os valores e ampliar o número de contemplados, sempre com a meta de apoiar nossos atletas e técnicos. Os resultados conquistados por todos eles nos fazem lutar para que esse programa seja cada vez melhor e tenha mais investimento”, disse Barbiero. 
Para a coordenadora-geral, Denise Golfieri, à frente do programa desde 2013, é gratificante acompanhar a trajetória e a evolução desses atletas ao longo destes anos. “Nos Jogos Rio 2016 tivemos 34 bolsistas. Esse número foi a consagração do programa. Mas para mim a consagração já vem ano a ano, graças ao apoio do nosso parceiro, que é a Copel. E a maior consagração é ter atletas e técnicos, aqui hoje vivenciando esse momento”, declarou. 
Bolsista na categoria Top/Embaixador, Daniel Silva, do vôlei sentado, agradeceu em nome dos atletas. “Quero agradecer a toda equipe do TOP e à Copel. Esse programa nos dá segurança para poder treinar e competir, através do apoio financeiro, porque sabemos a dificuldade que é conseguir patrocínio direto”, disse. O atleta acrescentou que é uma segurança também para o Paraná, que consegue manter aqui os seus talentos. 
Também participou da cerimônia o diretor adjunto da Coordenação de Marketing da Copel, Paulo Krauss. 

Evolução

O resultado de atletas paranaenses nos dois ciclos olímpicos cresceu após a implantação do programa. Em 2012, na disputa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Londres, o TOP contou com seis representantes - quatro atletas e dois técnicos. Nos Jogos Rio 2016 foram 32 atletas e dois técnicos defendendo o Brasil nas disputas, resultando em uma medalha de prata no vôlei de praia para Ágatha Bednarczuk, atual líder do ranking mundial, e outra prata conquistada por Marcelo dos Santos na bocha paralímpica. Os dois são bolsistas nesta edição na categoria Top Medalhista/Embaixador. 

Programa

Criado em 2011 pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo, o Talento Olímpico do Paraná se consolidou como o maior programa em nível estadual de incentivo ao esporte do Brasil. Ao longo das edições já atendeu cerca de 7 mil atletas e técnicos com um investimento de quase R$ 30 milhões. 

Atrações

O evento contou com a participação do Coral da Copel, sob a regência do maestro Fernando Magalhães e com a pianista Debora Cristina de Oliveira. Também se apresentou o conjunto pré-infantil de ginástica rítmica que representará o Brasil nos Jogos Sul-Americanos, na Colômbia, em outubro. A atleta Isadora de Oliveira, que também vai representar o país na competição, fez uma apresentação individual no aparelho bola.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar