ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Secretaria de Saúde de Guarapuava promete médicos em todas as unidades a partir de fevereiro

Município contratou médicos temporários e teve quadro do programa federal Mais Médicos reposto.

09/01/2019

A Secretaria de Saúde de Guarapuava contratou 11 médicos via processo seletivo simplificado (PSS) e teve o quadro de 13 profissionais do Programa Mais Médicos reposto pelo Governo Federal. Com esses profissionais a administração promete oferecer atendimento médico em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município a partir do mês de fevereiro. Além disso, as filas que se formam nas madrugadas para população conseguir uma consulta médica deve acabar, segundo a Secretaria.

“Nós teremos todas as unidades com médicos em fevereiro,nenhuma unidade ficará desguarnecida, inclusive as do interior”, disse o secretário de Saúde Celso Góes à Rádio Cultura.

Pelo programa Mais Médicos dez profissionais já estão trabalhando desde dezembro e 3 devem iniciar em fevereiro. Esses 13 profissionais repõem as vagas deixadas pelos cubanos, em novembro. Além desses, a cidade já conta com outros quatro médicos do programa.

Outros 11 médicos foram contratados diretamente pela prefeitura. Desses, oito já estão trabalhando e três devem iniciar esse mês. Eles foram contratados para trabalharem oito horas por dia. A pretensão inicial do município era contratar 17 médicos.

Além desses, três médicos recentemente contratados para atenderem nas urgências e emergência vão reforçar o atendimento na rede básica. Eles vão atuar na Clínica da Mulher. Segundo Celso Góes, são médicos especializados em obstetrícia e vão atender principalmente casos de gestação de alto risco.

Livre demanda e agendados

Durante o período da manhã os atendimentos permanecem sendo os de livre demanda, ou seja, sem agendamento. Durante a tarde serão atendidos pacientes agendados como gestantes, diabéticos, hipertensos. Atualmente o principal problema está no atendimento da livre demanda. A falta de médicos força a população a procurar as unidades muito cedo, ainda durante a madrugada, para conseguir uma consulta. Ou, em muitos casos, os cidadão buscam atendimento em uma das três unidades de urgência e emergência.

“Esperamos, com isso [contratação de mais médicos], que aquelas filas que se formam as 4, 5, 6 horas da manhã para pegar as fichas, não sejam mais necessárias. Porque nas grande unidade como Vila Carli, Bonsucesso, Vila Bela, Planalto, Campo Velho, Morro Alto, Entre Rios terão de dois a três médicos”, disse o secretário.

Por recomendação do Conselho Regional de Medicina (CRM) os médicos irão atender 16 pacientes por período. Além disso os médicos do quadro próprio e contratados temporariamente deverão bater ponto eletrônico biométrico. O cumprimento do horário é uma das metas estipuladas pela prefeitura para pagar uma gratificação, recentemente aprovada. Os sistemas de ponto eletrônico ainda estão sendo instalados em algumas unidades.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar