ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Profissionais de Recursos Humanos e das 35 maiores empresas dos Campos Gerais reúnem-se para discutir gestão de pessoas

Será na quinta-feira (9), na sede da empresa DAF Caminhões, em Ponta Grossa.

08/05/2019

Na manhã desta quinta-feira (9), na sede da empresa DAF Caminhões, em Ponta Grossa, ocorrerá a reunião pautada com o tema: “A expectativa do C-level com relação ao executivo de RH", ministrada pelo ex-presidente da Volvo, engenheiro mecânico e industrial Yoshio Kawakami, o ex-CFO da Ibema Papéis e ex-controller da BRFoods e da Boticário, advogado André Leal; e o ex-diretor industrial de Eternit, Grupo Camargo Corrêa e Votorantim Cimentos, engenheiro industrial Welney Paiva. 

O evento, promovido com o apoio da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos) e da S7 Consulting, trata-se da reunião ordinária do Grupo de RH dos Campos Gerais, que é formado por profissionais das 35 maiores empresas da região. Fundado há 20 anos, o grupo promove encontros todos os meses, intercalando a local sede entre as empresas participantes. Em abril, por exemplo, a reunião ocorreu na sede da BO Paper, em Arapoti e, em março, na Makita, em Ponta Grossa.

Para o coordenador do Grupo de RH dos Campos Gerais, diretor de recursos humanos do Grupo Santa Maria Flávio Augusto Bizerra, a sua gestão de um ano, que chega ao fim neste mês de maio, teve como foco propor reflexões sobre negócios empresariais.  "A minha maior missão como coordenador foi propor reflexões sobre negócios, porque eu percebo que os executivos de RH do Paraná possuem uma visão ainda distante dos negócios e, por vezes, se focam ainda em situações de legislação trabalhista, como e-Social e reclamatória, folha de pagamento, etc. Então, a minha maior missão foi desenvolver essa característica voltada para os negócios, através de consultorias e reflexões relacionadas ao desenvolvimento de pessoas", declara o coordenador.

Conforme Bizerra, ao desenvolver características mais voltadas para os negócios, em detrimento dos aspectos operacionais, os executivos de RH adquirem uma visão mais ampla sobre o progresso da empresa e o papel dos colaboradores. "Assim, os executivos conseguem entender, de maneira clara, como podem potencializar o negócio da sua empresa através das pessoas. Eles podem 'calibrar' os programas de treinamento e desenvolvimento, por exemplo, focando sempre no negócio e nos desafios de sua empresa", explica o diretor de recursos humanos.

 

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar