ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Central Cultura de Comunicação presta homenagem à Dom Wagner

O bispo, muito ligado à comunicação, especialmente ao rádio, completa em dezembro seu jubileu de ouro como sacerdote.

27/11/2021

Parque de Transmissores Dom Wagner, é assim que passou a se chamar o local onde situam-se a torre e os transmissores das emissoras de rádio da Diocese de Guarapuava, Cultura FM e 93FM.

Homenagem foi realizada na manhã deste sábado (27)

Emérito, o quarto bispo da diocese sempre teve uma grande ligação com o rádio. Enquanto bispo diocesano esteve junto à Fundação Nossa Senhora de Belém (mantenedora das emissoras) em grandes projetos como a construção do parque de transmissores e nova torre de AM no Jardim Feroz 2, da migração da Cultura AM para a frequência de FM como emissora de classe especial, do aumento e potência da 93FM e sua transformação em classe A1 e da construção do atual parque de transmissores, no Bairro Santana, que leva agora o seu nome.

De acordo com Jorge Teles, jornalista na emissora,  não só as conquistas materiais são levadas em consideração. “Dom Wagner sempre foi um incentivador da comunicação, é um apaixonado pelo meio rádio. O carinho, apreço e respeito que ele sempre demonstrou pelas emissoras como um todo, pela nossa equipe e pelos ouvintes o fazem merecedor desta homenagem. Algo simples diante de tudo o que ele representa para nós, para nossas rádios e para a comunicação da Igreja. Uma homenagem em vida penso ser muito mais significativa para qualquer pessoa”.

Jorge Teles relatou que dom Wagner como Bispo Diocesano além de ter sido o Diretor Presidente da Fundação Nossa Senhora de Belém de Guarapuava, mantenedora das rádios, implantou a Pastoral da Comunicação na diocese e a reestruturou em âmbito regional. Criou o site diopuava.org.br, revitalizou o jornal “A Igreja na Diocese de Guarapuava” (antigo Boletim Diocesano - hoje transformado em revista). Incentivou os comunicadores e agentes de Pascom a buscarem formação, participarem de eventos de comunicação católica por todo o Brasil.

Foi bispo referencial para a Pastoral da Comunicação (Pascom) no Regional Sul 2 da CNBB promovendo a criação da Pascom em diversas dioceses. Com seu apoio e incentivo foram realizados diversos encontros e mutirões de comunicação (Muticom) diocesanos e regionais, além da participação maciça da diocese de Guarapuava e das demais dioceses paranaenses nos Muticom nacionais -  Salvador (BA), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Guarapari (ES), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES), Belém (PA), Joinville (SC) e Goiânia (GO) -, e também Encontros Nacionais da Pastoral da Comunicação (Aparecida SP).

Sob sua orientação a Rádio Cultura tornou-se uma das protagonistas da Rede Católica de Rádio (RCR Signis Rádio) sendo a atual geradora do Jornal Brasil Hoje (JBH) noticiário atualmente transmitido em rede para mais de 50 rádios católicas em todo o Brasil. "Quando, pelo menos para mim, a palavra sinodalidade não estava tão em voga, dom Wagner sempre nos incentivou a caminhar juntos com as outras emissoras. Ele sempre disse que a comunhão fortalece", pontuou Jorge.

A Cultura também se tornou referência no regional em coberturas jornalísticas das assembleias gerais da CNBB, “desde Itaici”, relembra Teles.

 

Dom Antônio Wagner da Silva completa no dia 11 de dezembro 50 anos de ordenação sacerdotal

Antônio Wagner da Silva, aos 22 anos, professava seus primeiros votos religiosos, numa manifestação clara de que serviria ao maior dos Reinos pelo resto de sua vida, o Reino de Deus.

Nascido no dia 25 de março de 1944, Mineiro, da cidade de Luz, o menino Antônio Wagner teve sua vocação sacerdotal manifestada muito cedo. Apoiado pela comunidade e pela família que sempre exerceu a base fundamental em sua vida foi acolhido pela Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus, na cidade de Lavras, no mesmo Estado.

Dali em diante, a busca por conhecimento por parte do jovem Wagner foi seu objetivo principal. Passou por várias cidades para seguir seus estudos, como Corupá, Brusque, Taubaté e São João del Rey, onde obteve licenciatura em filosofia. No dia 11 de dezembro de 1971, 50 anos atrás, era ordenado Padre.

Comunicador, muito atuante no meio rádio, amante das artes de um modo geral, mas principalmente da boa música. Foi nomeado Bispo no dia 29 de março de 2000 pelo Papa João Paulo II, ordenado e empossado como Bispo Coadjutor da Diocese de Guarapuava no dia 18 de junho do mesmo ano.

Dom Wagner completou 75 anos no dia 25 de março de 2019.  Com seu pedido de renúncia aceita pelo Papa Francisco e a nomeação de dom Amilton Manoel da Silva para a diocese, dom Wagner tornou-se emérito.

Galeria de Fotos

Comentários