ouça as rádios cultura FM 93 FM
facebook instagram twitter youtube

Empresários de Guarapuava podem aderir ao Programa Cartão Futuro que subsidiará contratos com jovens aprendizes

No total, o programa vai investir R$20 milhões de reais para subsidiar as empresas que contratarem os aprendizes.

25/11/2020

O programa Cartão Futuro foi implementado pelo Governo do Estado em setembro deste ano e  tem o objetivo de auxiliar as empresas a manterem os jovens no mercado de trabalho. As empresas certificadas podem receber um auxílio financeiro para complementar o pagamento do salário dos aprendizes durante um período de 90 dias. Dessa forma, deve ser garantida a manutenção de 15 mil vagas de empregos para adolescentes e jovens com idade entre 14 e 18 anos em todo o Paraná.

No total, o programa vai investir  R$20 milhões de reais para subsidiar as empresas que contratarem os aprendizes. O empregador com contrato de trabalho ativo com um menor de 18 anos terá acesso a um auxílio no valor de R$ 300, por aprendiz. Já as empresas que realizarem novos contratos com adolescentes e jovens poderão receber R$ 500 por contratado. Porém, nos dois casos, os contratos devem ser mantidos por, no mínimo, 60 dias após o último recebimento do subsídio.

Entretanto, os contratantes devem ser os responsáveis pelos outros encargos trabalhistas e previdenciários que envolvam a manutenção do jovem aprendiz dentro da empresa.

Para ter acesso à mais informações do Cartão Futuro, baixe e leia o tutorial do Cartão Futuro e acesse o portal do programa aqui. No site, o empresário também pode fazer o download do termo de adesão.

 

Em Guarapuava

 

A Agência do Trabalhador de Guarapuava vai fazer a habilitação desses cadastros das empresas (validação). Todo o processo é de modo online por meio do sistema disponibilizado pelo programa. A aprovação final é feita pela coordenação do Cartão Furturo, sediada em Curitiba.

 

 Essa é ótima notícia para os empregadores e os jovens. Queremos que as empresas participem desse programa, especialmente nesse momento em que muitas enfrentam uma situação econômica mais difícil, visando a manutenção das vagas. O jovem aprendiz contribui com as atividades da rotina da empresa e adquire experiência profissional, além isso, o salário recebido ajuda a custear a próprias despesas, investir nos estudos ou contribuir com a família. Nosso papel vai ser auxiliar a empresas com orientações sobre a adesão ao programa e estimular, assim, a manutenção das vagas para jovens aprendizes, declarou a gerente da Agência do Trabalhador de Guarapuava, Anne Mayara Macedo.

 

Para tirar dúvidas sobre como vai ser o programa você pode ligar na Agência do Trabalhador pelo telefone: 3630-2200.

Comentários




acompanhe a central cultura no facebook

Basta clicar no botão Acompanhar logo abaixo.

Fechar